Pai do governador Wellington Dias morre após falência múltipla dos órgãos

Joaquim Félix passou mal no dia do aniversário do governador.

O governador Wellington Dias chegou por volta das 18 horas ao velório do pai, acompanhado da esposa, Rejane Dias, e do filho Vinícius Dias.

Em entrevista à imprensa, Wellington emocionou-se ao falar que o pai foi um grande exemplo para todos os filhos. O chefe do Executivo também agradeceu o carinho da população no momento de dor da família.

O governador Wellington Dias fala à imprensa sobre lições deixadas pelo pai (Imagem: Reprodução YouTube / Cícero Portela)

Wellington contou que visitou seu pai três vezes desde que ele passou mal, no dia 5 de março, data do aniversário do petista.

O governador disse que, em princípio, reagiu bem à cirurgia para colocação de um marca-passo, mas nos últimos dias seu quadro se agravou e ele chegou a ficar um pouco confuso. "No domingo, toda a nossa família se reuniu na casa dele, no Renascença II. E naquele instante nós notamos que ele estava o tempo todo dizendo que estava em Oeiras. Até que eu o levei na casa de um vizinho, e a partir daí ele passou a se lembrar que estava em Teresina", detalha Wellington.

O governador chorou ao falar sobre o legado deixado pelo pai, Joaquim Félix (vídeo aqui). "O que eu quero guardar do meu pai é a memória de tudo o que ele nos ensinou para termos uma vida equilibrada, com simplicidade e muita honestidade. É isso o que eu quero guardar", concluiu Wellington.

Atualizada às 18:15

O corpo de Joaquim Félix foi levado para a Funerária Pax União, onde será velado. Após o velório, a família do governador vai acompanhar o corpo de Joaquim, que deve ser levado para a cidade de Paes Landim, cerca de 404km de distância de Teresina, para ser sepultado.

Joaquim Félix é lembrado pelos filhos por sua simplicidade durante toda a vida. "Meu pai era uma pessoa que nunca teve um adversário e nenhum inimigo", disse Washington Dias, irmão do governador, emocionado.

O secretário de Justiça, Daniel Oliveira e o prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, estiveram presentes no velório, prestando solidariedade aos familiares. Além deles, o senador Elmano Ferrer. "A gente está aqui para abraçar o governador e os familiares", afirmou o senador.

João Vicente Claudino também esteve no local e comenta a perda da família. "Eu já passei por isso e todos nós estamos suscetíveis a esses acontecimentos. Quem vive a perda de um pai, não há remédio que cure", afirma.

Muitas pessoas que não puderam está presentes, enviaram coroas de flores a fim de prestar homenagem, como o deputado estadual Merlong Solano, a deputada federal Iracema Portella, o secretário Henrique Rebello. Alguns órgãos e partidos também enviaram coroas de flores, como Seduc, Alepi e Partido Partido Progressista.

Atualizada às 17:50

O pai do governador Wellington Dias, Joaquim Antonio Neto, conhecido como Joaquim de Félix, 79 anos, morreu às 14:30 desta sexta-feira (20) após ficar cinco dias internado na UTI do hospital Prontomed. Ele passou por uma cirurgia no último domingo para colocar um marcapasso, mas teve complicações. Após o procedimento cirúrgico, as funções do pulmão foram afetadas, o que levou a uma pneumonia. Hoje, os rins de Joaquim de Félix pararam e ele morreu de falência múltipla dos órgãos em decorrência de uma infecção generalizada.

Além do governador, ele deixa mais três filhos - Evangelina Dias, Washington Dias e Mariângela Dias. O velório acontecerá na Pax União da avenida Miguel Rosa. A intenção é que o corpo de Joaquim Félix seja sepultado no município de Paes Landim, onde viveu com a esposa e os filhos.

O pai do governador passou mal no dia do aniversário do filho, que foi comemorado no Lar de Maria no dia 5 março. Joaquim Félix compareceu ao local, mas teve que ser levado ao hospital depois que sofreu uma queda de pressão arterial.

Ontem (19) o governador falou sobre o estado do pai. "Ele teve o quadro de saúde agravado pela manhã e estava muito mal, mas melhorou um pouco a tarde", disse o governador, que ficou sabendo da morte através da sua assessoria. Wellington Dias estava saindo de uma reunião no Palácio de Karnak. A agenda desta tarde e do final de semana foi cancelada.

De acordo com a assessoria de Wellington Dias, todos estão muito abalados e o governador sente como se tivesse perdido "parte da sua alma”. Ele deve decretar luto oficial.

Por: Nayara Felizardo e Aldenora Cavalcante (estagiária) - Redação Portal O Dia.