Sarah Menezes embarca para o Grand Prix de Samsun na Turquia

Judoca embarca para torneio na segunda-feira e pretende melhorar resultados. Técnico Expedito Falcão prevê vida complicado no Grand Prix

Com um ano de 2014 abaixo da média, a judoca medalhista olímpica Sarah Menezes tem todo o ano de 2015 para mudar os últimos resultados. No primeiro torneio do ano, no Grand Prix de Dusseldorf, na Alemanha, uma eliminação precoce, ainda na primeira luta. Passada a página e o mau resultado, a piauiense volta suas atenções para o Grand Prix de Samsun, na Turquia.

As expectativas para a competição, de acordo com a judoca, são as melhores possíveis. Lesões? Sarah desconversa. “Atleta sempre tem lesão, o que diz que não tem está mentindo. Mas as minhas são pequenas, quase não sinto dores. Estou bem para essa competição”, afirma Sarah.

A eliminação ainda na primeira luta em Dusseldorf foi surpresa e levantou muitas criticas em torno da atleta, mas para Sarah as derrotas fazem parte do esporte e as criticas trazem motivação. “As expectativas são sempre boas. Ao contrário do que muitos pensam, as criticas só motivam ainda mais, até uma derrota traz motivação. Todo atleta tem que está ciente que competição é assim. Você escorregou, tchau”, emenda.

Participando frequentemente de treinamentos de campo e competições como representante da Seleção Brasileira, Sarah Menezes passa poucos dias em Teresina. A atleta já adiantou que abril e maio praticamente todo estará fora do estado. “É por conta das viagens da seleção, treinamentos de campo e competições. Isso mexe muito com o preparo físico do atleta, porque lá é só porradaria todo tempo, a parte física fica um pouco mais de lado”, finaliza a judoca.

Técnico prevê vida difícil na Turquia

Apesar de ter sido contra a participação de Sarah no Grand Prix de Dusseldorf, por conta de dores no cotovelo, o técnico Expedito Falcão minimiza a falta de resultados na primeira competição. “Foi a primeira competição do ano o atleta sente a falta de ritmo de disputas. Lá na Turquia também vai está difícil, pois o nível vai está alto com os principais nomes da categoria”, frisa Expedito.

Sarah viaja na segunda-feira (23) para participar do Grand Prix, na Turquia entre os dias 27 e 29 de março. Logo em seguida, nos dias 7 a 12 de abril, a judoca vai à Bahia para os treinos que antecederão o Pan-Americano de Judô. O torneio vai ser disputado no fim de abril em Edmonton, no Canadá.

Por: Pâmella Maranhão - Redação Portal O Dia