Wellington Dias afirma que as usinas de energia eólica e solar já estão investindo R$ 6 bilhões e estão atraindo empresas que vão utilizar energia limpa

O governador Wellington Dias (PT) afirmou que as usinas de energia eólica e solar já estão investindo R$ 6 bilhões no Piauí e já estão atraindo indústrias e empresas que vão utilizar a energia limpa em seus empreendimentos. Ele afirmou que o Piauí vai se transformar em um dos principais polos de energia limpa no Brasil.

Wellington Dias informou que quer se implantar no Piauí a empresa coreana Worcom, que desenvolve um trabalho com placas de energia solar e lâmpadas de LED. Segundo ele, são dois projetos da Worcom, uma fábrica de lâmpadas de LED e outra para a construção de placas para captação de energia solar. Chan Soo Kim e Hyunkyung Sung, da empresa coreana Worcom.

A empresa Worcom manifestou o interesse no Piauí por conta do potencial logístico no que diz respeito à matéria prima. Os representantes da Worcom, Chan Soo Kim e Hyunkyung Sung, explicaram que a empresa quer implantar indústria de lâmpadas de LED do modelo que futuramente podem ser fabricadas e aplicadas no Estado.

“A instalação de fábricas como essas significa geração de emprego e renda em nosso Estado, além da consolidação de iniciativas para o desenvolvimento e aplicação das energias renováveis. Além disse essas empresas apostam em pesquisa científica, que sustentam a implantação destas tecnologias”, falou Dias.

A Worcom irá encaminhar um plano de intenções para que o Governo do Estado possa analisar. Secretários de Governo do Estado e Prefeitura de Teresina irão se reunir para discutirem obras de extensão do Metrô de Teresina e de integração com os ônibus urbanos.

O secretário estadual de Transporte, Guilhermano Pires, e o secretário municipal de Serviços Urbanos e Habitação, Marco Antônio Ayres, se reunião na próxima semana para discutirem as obras em conjunto que Governo do Estado e Prefeitura de Teresina têm para a área de mobilidade urbana. Entre os acertos estão as obras de ampliação do Metrô de Teresina para a zona Sul da Cidade, com terminal no conjunto Morada Nova, na zona Sul, e obras de integração com o sistema de transporte urbano. “São obras que têm que ser integradas ao Plano de Mobilidade da Capital”, afirmou o governador Wellington Dias.

As ações do Estado têm que estar combinadas com as do Município de Teresina e, juntos, com o Governo Federal. A presidente Dilma Rousseff afirmou que o Governo Federal está priorizando as obras em andamento, especialmente as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) com recursos já pactuado no Orçamento da União.

Agora vai ser iniciada a fase de liberação. Nós fizemos para a presidente o pleito para que não haja entraves impedindo os contratos de empréstimos e de financiamento”, declarou o governador Wellington Dias. O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), afirmou que o Governo do Estado e a Prefeitura de Teresina têm capacidade para requererem novos financiamentos. “Não é justo quem fez o dever de casa pagar por quem não fez”, declarou Wellington Dias.

Fonte: Redação Meionorte