Teatro do Boi atende mais de 400 pessoas por semestre

Local virou referência para disseminação de arte e cultura na região norte

A cada semestre, 442 teresinenses são beneficiados com sete oficinas ofertadas gratuitamente no Teatro do Boi, zona Norte da capital. Os interessados podem escolher entre dança, teatro, violão, percussão, capoeira, corte e costura, e desenho e pintura em tela. Após cada oficina, é realizada uma mostra dos trabalhos da comunidade.

O Teatro do Boi recebeu este nome por estar localizado onde antes era o matadouro central da cidade. Através de uma reforma realizada pelo Programa Lagoas do Norte, o local tornou-se um complexo cultural, onde são realizadas oficinas que ajudam a comunidade a desenvolver suas habilidades artísticas.

“Durante a execução da primeira fase do Programa Lagoas do Norte, nós fizemos uma pesquisa de campo e observamos que a comunidade tinha uma enorme carência de um espaço cultural. Por conta disso, resolvemos reformar e ampliar o Teatro do Boi e torná-lo um complexo cultural, um lugar fomentador de expressões culturais. É bem gratificante ver a sociedade participando das oficinas e, mais ainda, ver seus trabalhos prontos em exposição”, relata Erick Amorim, coordenador do Programa Lagoas do Norte.

Para a reforma e ampliação, foram aplicados R$ 3.273.902,741, com recursos próprios da Prefeitura de Teresina e do Banco Mundial.

Atualmente, o espaço conta com biblioteca pública, palco externo para eventos folclóricos e as sete oficinas, que são mantidas pela Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

As oficinas de dança, por exemplo, foram divididas em cinco turmas funcionando de segunda a sexta-feira, nos turnos manhã e tarde. Estão sendo realizadas ainda oficinas de teatro, que acontecem às terças e quintas, nos turnos tarde e noite, com duas turmas. Os alunos se dividem entre a turma de teatro infantil e o teatro para adultos.

O Teatro do Boi oferta também cursos de violão, com duas turmas, que acontecem às sextas-feiras, nos turnos manhã e tarde. As aulas de percussão acontecem às terças e quintas, no turno da tarde, com uma turma formada. Os alunos da turma de capoeira assistem às aulas as terças e quintas, no turno da tarde, no pátio do Teatro. 

Também está em andamento uma turma de corte e costura, que funciona às terças e quintas pela manhã, e a turma de desenho e pintura em tela, com aulas sendo realizadas às terças e quintas, no turno da manhã.

A mostra dos trabalhos deste semestre já tem data marcada pro dia 27 de junho, com a realização de um arraial no pátio do Teatro do Boi. As inscrições para o segundo semestre terão início dia 1° de julho, com início das aulas previsto para o dia 03 de agosto. Os interessados em participar devem se dirigir ao Teatro do Boi no período citado, levando documentos de identificação.

Além das oficinas permanentes, o espaço também está aberto para receber espetáculos e outros eventos culturais, a exemplo pode-se citar o Festival de Música da Chapada do Corisco, o Chapadão, que este ano teve todas as suas etapas realizadas no Teatro do Boi com lotação de público.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMT