Banco Popular financiou mais de 1,6 milhão somente no primeiro semestre de 2015

Nesse período, 775 contratos foram devidamente formalizados

A cada levantamento feito, o Banco Popular de Teresina vem apontado melhores resultados. Prova disto é que, somente no primeiro semestre desse ano, R$ 1.677,618,57 foram financiados, distribuídos em 775 contratos devidamente formalizados por pequenos empreendedores da Capital, que tiveram seus negócios fomentados através dessa política de microcrédito desenvolvida pela Prefeitura de Teresina por meio da Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest).

Se comparado ao mesmo período de 2014, no qual foram emprestados R$ 1.441,700,00 (657 contratos), houve um acréscimo na liberação R$ 235.918,57 (118 contratos a mais). Dentre os setores responsáveis pelo maior número de financiamentos está o de confecções, cosméticos, venda de alimentos, mercearia e salão de beleza.

O gerente do Banco Popular, Michel Sena, considera esses números animadores, já que aponta que cada vez mais pessoas estão sendo beneficiadas através das duas linhas de crédito ofertadas, que permitem financiar máquinas e equipamento e capital de giro. “Os nossos clientes sempre falam que o nosso maior diferencial são as taxas de juros, que se estão sendo mantidas abaixo daqueles encontradas em outros bancos. Além disso, o nosso crédito é desburocratizado, a liberação não é demorada”, explica.

Michel acrescenta ainda que “é feita uma avaliação da capacidade de pagamento dos clientes e orientações de controle financeiro, uma das maiores dificuldades dos pequenos empreendedores”, disse o gerente do banco.

O secretário municipal de Economia Solidária, Olavo Braz, acompanha o trabalho realizado pelo Banco Popular desde quando foi instituído e aponta que “o banco foi um dos projetos feitos para impulsionar a pequena produção na cidade de Teresina, que ganhou força na segunda gestão do prefeito Firmino Filho. É um projeto tão grande que continua até hoje pela capacidade e responsabilidade dos gestores dele, que têm administrado com cuidado esse capital destinado aos pequenos produtores”, destaca o gestor.

O banco vem beneficiando os microempreendedores que atuam tanto no perímetro urbano quanto no rural da cidade, sendo uma alternativa para terem fácil acesso ao microcrédito e, desse modo, melhorar o seu negócio.

Financiamentos podem chegar até R$ 7.000,00

A linha de crédito destinada a financiar máquinas e equipamentos possibilita que os clientes do Banco Popular solicitem até R$ 7.000,00, sendo 70% deste valor destinado para a aquisição de máquinas e os 30% para capital de giro. A carência é de 90 dias, e as taxa de juro mensal é de apenas 0,5% para os empreendimentos coletivos e de 1% para os individuais.

Já a linha destinada a capital de giro (ProGiro), determina que o limite do empréstimo seja entre R$ 100,00 R$ 2.500,00, tendo a carência de 45 dias. A taxa de juros para os empreendimentos individuais é de 1% ao mês, para os parcialmente solidários é 0,75% e para os totalmente solidários é de 0,5 ao mês.

Exigências para solicitar microcrédito

Para entrar ter o pedido de financiamento aprovado pelo Banco Popular é necessário atentar-se a algumas exigências. Primeiramente, é preciso se dirigir à sede do Banco Popular, que fica localizado na sede da Semest, na Avenida Campos Sales, 1292, Centro, portando as seguintes documentações: cópias e originais do RG, CPF, comprovante de residência no nome do proponente e comprovante de conta bancária.

É necessário ainda possuir um avalista, apresentar comprovante de renda e não ter restrição no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). O Banco Popular de Teresina funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 12h30min.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMT