Firmino Filho sanciona lei que reajusta o salário dos professores em 11,36%

Nos últimos cinco anos, os vencimentos da categoria foram reajustados em quase 50%

Os salários dos professores e pedagogos da rede municipal de ensino foram reajustados em 11,36%, conforme a Lei 4.859/16, sancionada pelo prefeito de Teresina, Firmino Filho, no dia 5 de fevereiro e publicada hoje (12) no Diário Oficial do Município. Com o aumento, o piso salarial da categoria, que atua em Teresina, passa a ser superior ao piso nacional.

De acordo com a Supervisão de Pessoal da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (Sema), o piso nacional dos professores passou de R$ 1.917,78 para R$ 2.135,64 - valor que será pago, pela Prefeitura de Teresina, à classe auxiliar, que é formada por professores com nível médio. Já para o professor que trabalha na Capital piauiense em regime 40 horas, com nível superior, o vencimento inicial passa de R$ 2.339,43 para R$ 2.605,19.

Segundo a Sema, o pagamento deste reajuste entra na folha de fevereiro, retroativo ao mês de janeiro de 2016. Atualmente, os professores e pedagogos da classe A1, que é a de maior remuneração, vão passar a receber, mensalmente, R$ 5.635,40. Vale ressaltar que, nos últimos cinco anos, o reajuste concedido à categoria, pela Prefeitura de Teresina, foi de 47,18%.


Fonte: AsCom PMT