Feira muda vida de agricultores e melhora saúde do teresinense

A feira acontece na Praça Rio Branco.

Na manhã desta sexta-feira (25) foi realizada a 15ª edição da Feira da Agricultura Familiar, promovida pela Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR) e da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (SEMTCAS), envolvendo, ainda, a Embrapa, o Sebrae, a UFPI, o Ministério da Agricultura, a SDU Centro Norte e o COMSEA, o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional de Teresina.

Com tantas edições, a Feira não só melhorou a alimentação dos teresinenses, como mudou a vida dos agricultores. José Camilo, de 52 anos, é agricultor da comunidade Ave Verde, zona rural da cidade. Ele foi um dos pioneiros pela luta da realização das feiras. "Nós lutamos para ter a Feira, pra ter divulgação dos produtos orgânicos, pra que tivesse agricultor aqui em Teresina, pra que a gente pudesse garantir um espaço para comercializar os produtos desses agricultores. A grande dificuldade é que, em geral, a população consome produtos trazidos de fora. As nossas verduras, por exemplo, estão vindo do Ceará, porque normalmente não temos nada aqui. Por isso, graças ao apoio da Prefeitura, podemos comemorar a realização da Feira, porque mostra à população uma agricultura orgânica certificada, em que todos têm acesso a produtos com qualidade", disse José Camilo, bastante contente com o sucesso da Feira.

O agricultor conta que mesmo tendo um ponto comercial onde pode comercializar seus produtos, “nada se compara à Feira no Centro da capital”, reforça. "Nós estamos caminhando devagar, mas, quando olho para trás, vejo o quanto já caminhamos. A Feira mudou nossas vidas e nós mudamos a dos teresinenses. Espero que em 2017 possamos ter ainda mais edições: esse é o meu pedido de Natal", disse, bem humorado.

A Feira acontece toda primeira e última sexta-feira do mês, na Praça Rio Branco, Centro da cidade. Quem vai ao local encontra banana, alface, macaxeira, goiaba e até feijão, e muito mais. São mais de 60 variedades de frutas, verduras e legumes disponibilizados. Os produtos possuem selo de qualidade, livres de defensivos agrícolas e podem ser encontrados com valores bastante acessíveis, a partir de R$ 2,00.

Para o consumidor, o que faz do projeto um sucesso é a proximidade e facilidade do produto entre a população e os agricultores. “A importância desse evento é a oferta de produtos sem agrotóxicos a um preço mais justo, diretamente à comunidade, com a proposta de trabalhar com a produção orgânica envolvendo agricultores familiares, garantindo uma renda para eles”, afirma Ana Diva Macêdo, gerente de Segurança Alimentar e Nutricional da SEMTCAS.

Estudos apontam que uma nutrição adequada é capaz de diminuir o estresse, a ansiedade e a irritabilidade, além de facilitar o controle de peso e do humor. Auxilia, também, no combate a diversas doenças, torna seu tratamento mais eficaz e favorece o enfermo, por exemplo, com uma recuperação mais rápida. “Igualmente, pode promover melhora no rendimento de esportistas, potencializar o desenvolvimento físico e cognitivo de crianças e adolescentes, contribuir para uma gestação plena e saudável e lidar com as alterações naturais do envelhecimento”, completou Ana.

Fonte: AsCom