Comunidade do bairro Gurupi ganhará escola de tempo integral

As matrículas da escola estão previstas para iniciarem ainda neste primeiro semestre

A comunidade do bairro Gurupi está comemorando o novo espaço que irá beneficiar aproximadamente 240 crianças entre 11 a 14 anos, nas séries do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Ampliando o número de vagas, as matriculas da escola estão previstas para iniciarem ainda neste primeiro semestre de 2017.

A Escola Municipal Ubiraci Carvalho funcionará em tempo integral. A nova rotina inclui mais aulas, esporte e atividades culturais e de lazer, que serão incorporadas ao planejamento pedagógico, com a carga horária anual ampliada de 800 para 1.600 horas/aula.

As recomendações do secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma, são para que todas as atividades do dia sejam direcionadas para a melhoria do desempenho acadêmicos dos alunos. “As escolas de tempo integral não terão novas atividades apenas para passar o tempo, todas são planejadas para trabalhar as competências dos alunos, com objetivos específicos”, explica Montezuma.

O secretário acrescenta que as intencionalidades definidas com atividades como xadrez, leituras e até as aulas de judô realizadas durante todo o dia deverão refletir diretamente no aprendizado dos estudantes.

A escola possui um espaço totalmente diferenciado para dar um melhor aconchego para as crianças. O espaço físico da escola possui seis salas de aula, sala de professores, diretoria, banheiros para professores e alunos, secretaria, almoxarifado, sala de apoio pedagógico, biblioteca, laboratório de informática, pátio coberto com palco, deposito, dispensa, deposito de material de limpeza, área de serviço, cozinha com dependência, refeitório, banheiros adaptados, além de quadra coberta com vestiários, banheiros e arquibancada, para melhor atender os estudantes nas atividades esportivas e culturais.

As instalações físicas atendem aos padrões de estética e funcionalidade, com arquitetura planejada de acordo com as necessidades das crianças e atendendo aos Parâmetros de Infraestrutura do MEC. O valor da obra é de R$ 2.288.770,40, oriundo de recursos do Programa PAC, Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal, sendo a responsabilidade pela execução da obra da SDU Sudeste e a fiscalização da mesma pela SEMEC e SDU Sudeste. 

Irene Lustosa, secretária executiva da SEMEC destaca a importância da Unidade de Ensino para a comunidade. “Esta escola é de grande importância para o desenvolvimento da região, pois irá atender as mães que precisam trabalhar e poderão agora deixar seus filhos em segurança em um espaço que irá oferecer uma educação adequada para a idade de cada um”, comenta.

Fonte: AsCom