Mobilidade urbana: vias de ônibus são asfaltadas

Residencial Cidade Sul está recebendo investimentos de R$ 276.313,55 em pavimentação asfáltica

O asfaltamento de ruas e avenidas é um ganho direto para a mobilidade da cidade. Visando facilitar o deslocamento do transporte público, a Prefeitura de Teresina está realizando o asfaltamento em vias que são passagens de coletivos urbanos no Residencial Cidade Sul, na zona Sul da capital. Ao todo, 1.458 metros de vias receberão a pavimentação, representando um investimento de R$ 276.313,55.

Para o morador Francisco Evângelo a ação, além de beneficiar o usuário do transporte público, também traz segurança aos residentes na região. "O asfaltamento foi tudo o que a gente sempre quis e conseguimos essa melhoria logo no período chuvoso. Isso é muito bom porque sempre sofríamos com vários buracos e agora ganhamos uma via asfaltada, que certamente vai diminuir os acidentes", declara.

Margarida da Silva também é moradora do Residencial Cidade Sul e já se envolveu em um acidente por conta das antigas condições da via. "Certo dia eu estava chegando em casa, pilotando minha moto, quando passei por cima de uma pedra que havia se desprendido do calçamento. Com isso eu perdi o controle do veículo, caí e quebrei a perna. Graças a Deus a rua foi asfaltada e agora está melhor ainda morar aqui, porque temos acesso a tudo na porta de casa. Eu não me desfaço dessa moradia por nada no mundo", confessa.

De acordo com o coordenador de Asfaltamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), Daniel Pereira, apenas em 2016 foi realizado o asfaltamento em cerca de 180 quilômetros de vias que são passagens de coletivos urbanos, representando um investimento de R$ 6.266.488,23.

"A Prefeitura de Teresina segue realizando o asfaltamento de vias que são passagens dos coletivos, diminuindo os congestionamentos e promovendo mais conforto e segurança aos usuários do transporte público. O fluxo dos veículos também fica facilitado, diminuindo o tempo da viagem", completa Daniel Pereira.

Fonte: AsCom