Campos agrícolas de Teresina terão certificado de produtos orgânicos

O certificado é o reconhecimento de que os alimentos orgânicos são produtos obtidos sem a utilização de fertilizantes químicos, agrotóxicos e hormônios

Dois campos agrícolas de Teresina deverão receber o certificado de produtos orgânicos ainda este ano. O primeiro é o Ave Verde, na zona rural Norte. O segundo ainda está em análise entre 4 campos que estão com a produção bem desenvolvida que são a Serra do Gavião, Alegria, Soim e Vale da Esperança. Ao todo são 10 campos em Teresina.

O certificado é o reconhecimento de que os alimentos orgânicos são produtos obtidos sem a utilização de fertilizantes químicos, agrotóxicos e hormônios. A certificação envolve o Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) que também acompanha e fiscaliza os organismos de certificação. O produtor só pode fazer a venda direta ao consumidor, seja em feiras ou porta a porta. A certificação apresenta-se sob a forma de um selo afixado ou impresso no rótulo ou na embalagem do produto.

A Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR), da Prefeitura de Teresina, desenvolve e faz o acompanhamento técnico do projeto Agroecológico juntamente com as entidades parceiras: Semtcas, Embrapa, Ufpi, Emater, Sebrae, Incra, Ministério da Agricultura e Pecuária e as comunidades beneficiadas.

Carlota Rosal, coordenadora da Comissão Municipal Agroecológica e Produção Orgânica, enumera os benefícios da certificação para produtores. “É o incremento na renda com a venda dos produtos que adquirem mais valor comercial, a certeza de contribuir com a produção que não agride o meio ambiente e promover mais saúde aos consumidores”, cita.

Os produtos orgânicos são mais saudáveis e nutritivos, apresentam sabor original e não poluem o meio ambiente. A Prefeitura de Teresina realiza periodicamente feiras para venda da produção de hortas e campos agrícolas na Praça Rio Branco, onde são comercializadas hortaliças e legumes. 

Créditos: Renato Bezerra