Salão do Livro conta com apoio da Prefeitura de Teresina

O evento será marcado pela participação de alunos da rede municipal

Bate-papo literário, feira de livros, apresentações culturais. A 15ª edição do Salão do Livro do Piauí -Salipi vai de 2 a 11 de junho, e a Prefeitura de Teresina é uma das parceiras do evento que anualmente reúne milhares de entusiastas da literatura. O Salipi é um dos momentos mais esperados pelos alunos das escolas municipais, que participam dos espaços de discussão, compram e até lançam livros.

Segundo a Fundação Quixote, organizadora do evento, além do repasse de R$ 70 mil da Secretaria Municipal de Educação (Semec) para a realização desta edição, o prefeito Firmino Filho buscou apoio junto ao Ministério da Cultura, que foi negado devido a atual conjuntura do país. “Reconhecemos os esforços em viabilizar um evento cada vez melhor para o público piauiense. A parceria com a Prefeitura de Teresina existe desde a primeira edição e é fundamental para realização do Salão do Livro do Piauí”, declara o presidente Kassio Gomes. A Fundação Cultural Monsenhor Chaves também garantiu repasse de R$ 70 mil ao evento literário. 

Pelo menos 2.500 estudantes de escolas municipais de Teresina passarão pelo Salipi nos próximos dias e poderão adquirir livros, revistas e outros produtos disponíveis no estande, já que receberam da Prefeitura cheques-livro no valor de R$ 16 cada. De acordo com o secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma, o “chequinho” esperado pelas crianças proporciona uma imersão dos estudantes no maior evento literário do estado. “Tem um alcance social e educacional imensurável, eles poderão não só conhecer os livros, mas levar algo para casa ou para escola”, afirma.

A programação reserva, ainda, espaços para lançamento de livros, e serão três lançamentos de alunos da Rede Municipal. Na segunda-feira (5), a turma do Programa Cidade Olímpica Educacional apresenta a coletânea de textos produzidos nas aulas de língua portuguesa. O livro “Brincadeira de Palavras” reúne poemas, crônicas, memórias literárias e contos dos alunos.

Na terça-feira (6), o ex-aluno da Escola Municipal Nossa Senhora da Paz Francisco Anderson Rodrigues lança sua terceira obra, intitulada “Meus Primeiros Sonetos”. Anderson foi aluno do Cidade Olímpica e conquistou todos os professores pelo talento, ganhando a oportunidade de lançar o livro em nome do Cidade Olímpica mesmo depois de concluir programa.

Já na quinta-feira (8), os estudantes da Escola Municipal Delfina Borralho Boa Vista apresentam o livro “Lendo e Aprendendo”, uma coletânea de textos produzidos por 105 estudantes do 1º ao 9º ano do ensino fundamental e também da Educação de Jovens e Adultos, com idade entre 6 e 48 anos. Eles participam do Projeto Luneta, que desde 2002 propõe atividades de leitura dinâmicas e envolventes, incentivando o hábito de ler como prática diária.

Por AsCom