Alunos de escola da zona rural se encantam com apresentação da OST

Orquestra aproxima alunos da rede municipal dos instrumentos e repertório erudito

"Um momento único, encantador e inspirador", é como descreve Maria Clara Conceição, de 14 anos, aluna do 9º ano do ensino fundamental, ao assistir a apresentação da Orquestra Sinfônica de Teresina (OST). O repertório de músicas eruditas e populares foi apresentado no ginásio da Escola Municipal Areolino Leôncio da Silva, localizada no Povoado Boquinha. 

A escola foi a segunda a receber a orquestra através do projeto “OST nas Escolas” em sua segunda temporada, através de parceria da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMCMC) com a Secretaria Municipal de Educação (Semec). As visitas fazem parte do projeto Ensaio Aberto. A ideia é realizar um concerto didático, oferecendo aos estudantes a oportunidade de conhecer os instrumentos e seus sons, interagir com o maestro e os músicos e escutarem clássicos da música erudita e regional.

A coordenadora das escolas de tempo integral da Semec, Eliane Santos, conta que as apresentações nas escolas fizeram sucesso em 2014 e agora voltam com uma nova proposta, levando a arte para as unidades de ensino que passaram a funcionar em jornada de tempo integral. “Entendemos que uma formação integral vai muito além da sala de aula, então a visita da Orquestra Sinfônica de Teresina com esse projeto educativo e cultural é uma grande proposta de inserir a música clássica nas escolas, proporcionando momentos únicos para os alunos”, comenta.

Guilherme Silva Bacelar, de 7 anos, gostou muito da apresentação dos músicos. “Essa é à primeira vez que estou vendo de perto uma orquestra. Foi muito bonito, tem muitos instrumentos diferentes”, afirmou.

Segundo o maestro Aurélio Melo, esta ação é uma importante iniciativa educativo-cultural, que aproximar a música do público, especialmente, os estudantes. “Em forma de concerto didático, a gente promove a interação entre a Orquestra e os estudantes, de modo a estimular a formação de público para a música erudita. A opção pelo formato didático estabelece uma dinâmica interativa com a plateia e funciona como uma aula sobre o funcionamento da Orquestra. É um formato interativo, como uma aula. Quem sabe com o projeto não despertamos o interesse dos estudantes em conhecer mais a música erudita”, explica.

Ao longo do concerto são apresentadas composições clássicas e melodias conhecidas, entre o erudito e o popular. Além de comentar as obras, o maestro Aurélio Melo fala sobre os instrumentos que fazem parte de uma orquestra sinfônica e responde perguntas dos estudantes. Nesta apresentação os estudantes também puderam se encantar com a voz de Edivam Alves, que é tenor e violoncelista na orquestra, e de uma participação especial dos palhaços do Grupo Vagão.

Edi Borges Carvalho, diretora da escola, conta que este é um momento de aproximação dos estudantes com o clássico. “O acesso desses jovens é apenas às músicas populares. Eles terem a oportunidade do contato com o erudito possibilita o despertar para novas culturas”, diz.

A última unidade de ensino a receber a Orquestra nesta temporada será a Escola Municipal Eurípides Aguiar, no bairro Marquês. O evento acontecerá nesta próxima sexta-feira (15), às 15h, no Centro de Formação Professor Odilon Nunes.

AsCom