Júlio Arcoverde confirma que Progressistas entregaram cargos ao governador

O presidente do Progressistas no Piauí, Julio Arcoverde, garantiu nesta quarta-feira (31) que o partido entregou os cargos que ocupada no governo Wellington Dias. A medida, segundo ele, foi anunciada ao governador ainda ontem durante o ato de entrega da carta do partido em Brasília. O documento foi entregue pelo senador Ciro Nogueira e pede uma nova reorganização administrativa seguindo 5 eixos, dentre eles redução do custeio e de cargos.

"Foi entregue ontem para facilitar a nova administração. Os Progressistas entregaram todos os cargos para que dê oportunidade do governador enxugar a máquina. Todos os cargos. O senador Ciro antes de viajar já tinha dito que os cargos estavam à disposição, desde que os critérios usados para os Progressistas sejam para todos os partidos da base", disse Júlio Arcoverde durante entrevista ao Jornal do Piauí.

Arcoverde disse que a sugestão do Progressistas é pensando no futuro do Estado. “Eu entendo como uma ajuda de um partido que está se sentindo responsável com o futuro do estado. Ou temos responsabilidade com a máquina pública e com o futuro do nosso estado, ou uma geração inteira vai voltar aquele tempo triste de salários atrasados, divisões de salários, como estados muito mais ricos que a gente já estão fazendo, como o de Minas Gerais", afirmou.

Alepi

O presidente do PP está na "briga" pela presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), caso seu partido queira. O parlamentar defende uma renovação na direção da Casa.

"Se meu nome for de consenso estarei à disposição. Hoje eu presido o maior partido do Piauí. Mas não tem só meu nome do partido para a presidência. Tenho relacionamento muito bom com todo mundo. Não tenho rancor municipal com ninguém. Tem o deputado Wilson Brandão, que é decano e o Hélio Isaias", disse em entrevista à TV Cidade Verde.

Arcoverde disse que o atual presidente Themístocles está no comando da Casa há 14 anos. "Eu respeito o presidente, mas o sentimento da Casa é por renovação. Se eu não me engano o presidente da Casa está há 14 anos", afirmou.

O deputado, que acredita que o Progressistas chegue a 100 prefeitos filiados até o carnaval, fez questão de ressaltar que a parceria administrativa com o governo segue em 2018 e que a base não indicou nenhum nome ainda para concorrer à Alepi.

Fonte: Hérlon Moraes - Cidade Verde