Apenas 18% dos alunos da Ufpi concordaram com retomada de aulas por EAD

A educação à distância ainda é um desafio para alunos de todo o Brasil, inclusive, universitários. Uma pesquisa interna com estudantes da Universidade Federal do Piauí (Ufpi) revelou que apenas 18% se mostraram favoráveis ao retorno das atividades letivas por Educação à Distância (EAD). 

Juliana Teixeira, professora da Ufpi e especialista em webjornalismo, pontua que ter acesso à internet não significa ter acesso a educação à distância de forma ampla. 

"A EAD não está restrita, ao contrário do que muita gente pensa, às condições tecnológicas. Você pode ter acesso à internet e não ter condições para cursar a EAD de forma devida. É comprovado pelos números que o acesso à internet no Piauí não é amplo como se pensa. A gente fala informalmente que todo mundo tem internet, mas quem é esse todo mundo? são pessoas próximas de você, quem está na sala de uma universidade federal e não necessariamente os alunos em suas casas têm esse acesso", disse Teixeira. 

A professora considera como um agravante o fato da maioria dos alunos ter acesso à internet apenas pelo celular. 

"Vejo que esse uso acaba sendo muito raso quando a gente usa a internet apenas pelo celular porque você não tem espaço para assistir uma aula, para produzir um trabalho mais denso de uma universidade", disse a especialista em webjornalismo.

Fonte: Graciane Sousa - Redação Cidade Verde