Fiscalização será reforçada em bares flagrados em vídeos com aglomeração, diz prefeito de Teresina

Segundo ele, países onde “jovens ganharam as ruas como se a pandemia tivesse acabado” tiveram que retomar a quarentena mais rigorosa, devido ao aumento de casos de coronavírus.

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), informou nesse sábado (22), por meio de seu perfil em uma rede social, que locais da capital flagrados com aglomerações (veja vídeo abaixo) terão a fiscalização reforçada pela Guarda Civil Municipal. Segundo ele, esse tipo de aglomeração é “desnecessária” e as pessoas sem máscara nos locais mostram “nenhum respeito à vida”.

Na sexta-feira (21), vídeos circularam nas redes sociais mostrando bares da capital onde havia grande aglomeração de pessoas. Nas imagens registradas em um ponto da Rua 24 de Janeiro, Centro de Teresina, onde se concentram pelo menos três bares, é possível ver que a imensa maioria não utilizava máscaras.

O prefeito disse que esse tipo de aglomeração tem sido comum em diversos pontos da cidade. Somente na noite de sexta-feira (21), foram fiscalizados 41 estabelecimentos. Para ele, esta fase – de retorno de bares e restaurantes – é a mais crítica da retomada da economia e é preciso que as pessoas tenham consciência.

“Todos os dias sou marcado nas redes sociais em postagens de denúncias de aglomerações desnecessárias, pessoas sem máscara e nenhum respeito à vida. Estou há cinco meses insistindo para que as pessoas se protejam. Estamos atentos, mas sem a consciência e participação da população, fiscalizar toda a cidade de forma permanente é tarefa impossível. Como já falei, essa é a fase mais crítica do retorno das atividades não essenciais”, disse.



Ele completou, dizendo que a capital pode ter que voltar a fechar os estabelecimentos, se os casos de coronavírus voltarem a crescer. Teresina, de acordo com dados da Prefeitura, passou pelo pico de casos no início de junho. Contudo, pelo menos 70% da população ainda não contraiu o vírus, o que pode fazer com que ele volte a se espalhar rapidamente, sem os devidos cuidados.

“Grande parte dos países onde, especialmente os jovens, ganharam as ruas como se a pandemia tivesse acabado, tiveram que retornar ao isolamento mais rígido. É disso que trata o pacto coletivo que se construiu desde o começo. Cada um de nós tem responsabilidade sobre a nossa vida e a do outro, especialmente pais, avós e todos do grupo de risco. Não é hora de baixar a guarda. Em todo caso, a Guarda Municipal já está avisada. Os locais apontados nos vídeos que estão circulando terão maior fiscalização”, declarou o prefeito.

Fonte: Maria Romero, G1 PI — Teresina