PONTOS TURÍSTICOS - Igreja São Benedito


É o terceiro mais importante templo católico edificado em Teresina, inaugurado em junho de 1886, doze anos após o início da construção. Erguido sobre um cemitério onde eram sepultados negros, leprosos, suicidas e indigentes; a história que não é narrada sobre a Igreja São Benedito e que reflete muito do que foi a sociedade teresinense do século XIX, com herança, comportamentos sociais, preconceitos reproduzidos e cultuados até hoje.

Conforme o professor Antonio Fonseca Neto, até o final do século XIX a elite de Teresina já dispunha de duas grandes igrejas: igreja de Nossa Senhora do Amparo, na Praça da Bandeira, e a igreja de Nossa Senhora das Dores, na Praça Saraiva. Para enterrar seus mortos, tinham o cemitério São José. Os negros eram repudiados e rejeitados nesses dois espaços.

Excluídos dos espaços de fé da alta sociedade, os negros ocuparam o ALTO DA JURUBEBA, um monte localizado na periferia de Teresina, final da Avenida Frei Serafim, onde seria construída a Igreja São Benedito, com o dinheiro, o suor, a motivação e o entusiasmo dos negros escravos.
Portanto, foram os escravos, os idealizadores e os responsáveis pela edificação, pelo financiamento e pela mão-de-obra que erigiu o templo.

A participação de Frei Serafim, segundo alguns historiadores, teria sido a de coordenar o trabalho dos negros, oferecendo os conhecimentos técnicos que dispunha, em face à sua formação na engenharia de arquitetura.

A pedra fundamental da Igreja de São Beneditofoi lançada em 13 de junho de 1874, com sua sagração ocorrendo em 3 de junho de 1886. A igreja demandou 12 anos para ser concluída pelo missionário italiano Frei Serafim.

Não espere tanto dos outros. Nem todo mundo tem o mesmo coração que você.

Gratidão ao Eterno.

Fonte: Francisco Filho - Administrador e Professor.