Ministro Nunes Marques recebe homenagem da OAB Piauí

A solenidade de outorga da medalha aconteceu no auditório da OAB em Teresina, e foi transmitida nas plataformas digitais.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Nunes Marques, recebeu na noite deste sábado (05) a Medalha Coelho Rodrigues da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí (OAB-PI), maior honraria da instituição. A solenidade aconteceu no auditório da OAB em Teresina, e foi transmitida nas plataformas digitais.

Participaram da cerimônia o deputado estadual Henrique Pires (MDB), representando a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), além dos ex-presidentes da OAB Piauí: Chico Lucas, Sigifroi Moreno e Marcos Vinicius Furtado.

Nunes Marques ressaltou a alegria e satisfação em receber a homenagem da OAB em sua terra natal. “Estou muito honrado e muito feliz de estar presente depois de ministro do Supremo Tribunal Federal na primeira homenagem de uma casa de que sou egresso, Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, casa a que me dediquei muitos anos a advocacia piauiense e também a sociedade piauiense, é uma honra estar aqui hoje novamente”, declarou.

O homenageado revelou que havia recusado vários convites, dando preferência à solenidade na OAB Piauí. “Foram muito convites, mas declinei de todos, mas não haveria oportunidade melhor de vir a público e me congraçar com alguns colegas do que voltando a minha casa mãe”, frisou.

O ministro destacou ainda que seu ingresso no STF representa uma importante mensagem. “Tenho ouvido falar, que talvez o meu maior contributo foi demonstrar não só ao advogado piauiense, mas a criança e ao jovem piauiense, que devemos acreditar em nossos sonhos”, refletiu.

O presidente da OAB Piauí, Celso Barros Coelho Neto, enfatizou as razões que levaram a instituição a conceder a honraria. “O ministro foi Conselheiro da OAB por três anos entre 2007 e 2009, deixou trabalho registrado aqui nos nossos arquivos, foi também Conselheiro Federal na OAB em Brasília e agora vai receber essa honraria, não só pelo fato de estar no ápice no sistema judiciário brasileiro, mas por ter realizado trabalho relevante na OAB Piauí”, pontuou.

A homenagem foi uma proposição do conselheiro federal da OAB, Raimundo Júnior, que, na ocasião prestou elogios ao ministro. “Vossa excelência permanece sendo um produto da advocacia, é um produto nosso e genuíno, um advogado militante, vossa excelência ultrapassou todas as barreiras. [O STF] não será uma tarefa nova, a dedicação a constituição é uma marca da trajetória do ministro Nunes Marques”, enfatizou.

O deputado Henrique Pires enalteceu as qualidades do novo ministro, e reforçou que Nunes Marques leva o nome do Piauí por onde vai. “Peço a Deus que continue a abençoá-lo para que ele permaneça assim, por onde ela passar, por onde ele for, a certeza nossa é que o nome do Piauí e da advocacia estará sendo levado”, completou.

Ministro

Nunes Marques foi indicado ao cargo de ministro do STF pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. Ele é o sexto magistrado natural do Piauí a compor a aquela corte, da qual já fizeram parte os piauienses Antônio de Souza Mendes (1890); Antônio de Souza Martins (1894); Evandro Cavalcante Lins e Silva (1963); Firmino Ferreira Paz (1981); e Aldir Guimarães Passarinho (1982).

O piauiense, natural de Teresina, tem 48 anos de idade e poderá permanecer no STF até 2047, quando completará 75 anos, idade com a qual os ministros se aposentam de forma compulsória, pela regra atual do tribunal.

Por 15 anos ele foi advogado e fez parte da Comissão Nacional de Direito Eleitoral e Reforma Política da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Piauí e também foi juiz do Tribunal Regional Eleitoral do estado.

Em 2011 Nunes Marques assumiu uma cadeira no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), que fica sediado em Brasília. Ele foi escolhido para o tribunal pela então presidente Dilma Rousseff e ingressou na corte na cota de vagas para profissionais oriundos da advocacia.

Fonte: Redação GP1