Banco Popular de Teresina libera os primeiros recursos para capital de giro

As primeiras assinaturas de contrato para capital de giro começaram a ser realizadas no Banco Popular de Teresina. Mais de 20 operações para essa modalidade foram efetivadas entre os dias 8 a 15 de abril, somando o montante de R$ 65 mil, disponibilizado para micro e pequenos empreendedores.

Dentre essas assinaturas está a do vendedor de guloseimas, José Vicente Pereira, que está na 14ª renovação do financiamento, e é um cliente satisfeito em poder contar com o Banco Popular. “Esse recurso pra gente é muito importante, porque às vezes não temos dinheiro para comprar o material de trabalho. E o financiamento nos dar aquela força, então o Banco Popular é muito importante pro meu negócio” ressaltou

O Fundo de Geração de Emprego e Renda- FUNGER, aplicado pelo Banco atrai a atenção de quem está iniciando ou pretende alavancar o seu nicho de mercado. Por conta, dos baixos juros e taxas, e um período de carência mais amplo.

Como foi o caso da cabeleireira, Francisca Maria Santos, que fez sua primeira operação com o Banco Popular. “Eu não tinha recursos para investir no meu negócio, então procurei o Banco Popular onde fui bem assistida e obtive fundos para investir no meu salão e em opções de tratamento capilar para as minhas clientes. Estou muito satisfeita, pois o pagamento do financiamento cabe no meu orçamento.” frisou

Por conta da pandemia, alguns empreendedores estão com restrição no Cadastro de Pessoa Física – CPF e não podem obter recursos. Para poder prestar financiamento a esse segmento, a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca, solicitou abertura de crédito para essas pessoas. Agora empreendedores com restrição no CPF podem obter financiamento com o Banco Popular, desde que seu avalista não tenha restrições.

O gerente Kelson Rossini fala da importância da liberação dos recursos. “Essas primeiras liberações para capital de giro, permitirá que nossos empreendedores fortaleçam os seus negócios, e contribui para reduzir os impactos econômicos agravados com a pandemia” pontuou o gerente

Segundo a secretária, Gessy Fonseca, amenizar o impacto econômico e disponibilizar recursos para que os micro e pequenos empreendedores possam manter e investir em seus negócios é prioridade da nova gestão.

Fonte: Portal PMT